Imagem capa - Curiosidades: Casamentos ao redor do mundo. por Gravata Florida Filmes

Curiosidades: Casamentos ao redor do mundo.

Nos Estados Unidos, tem o  “something old, something new, something borrowed, something blue” (“Algo velho, algo novo, algo emprestado e algo azul”). As noivas usam algo velho para simbolizar a continuidade, o algo novo traz esperança, o objeto emprestado simboliza a felicidade compartilhada entre amigos e o azul para simbolizar a pureza.


Something blue


No México, os noivos fazem a famosa “dança do dólar”, onde os convidados pagam para dançar com o noivo ou a noiva. E o buquê é deixado aos pés de uma imagem da Virgem Maria.


No Equador é considerado azar ter o vestido pronto antes da cerimônia, ou seja, ele precisa ser comprado no dia do casamento. Imagina a correria???


No Japão, para selar a união, os noivos bebem 9 goles de saquê. O número 9 significa sorte e prosperidade.



Na Colômbia, as noivas prendem uma moeda na bainha do vestido para atrair fortuna. E não usam nenhum acessório com pérolas, pois simbolizam lágrimas.


Os italianos são bastante supersticiosos. Casar na terça ou sexta traz má sorte. A noiva deve usar um véu usado por outra noiva para ter sorte. O noivo leva em seu bolso, durante a cerimônia, um objeto de ferro. Assim ele espanta os maus espíritos. E chuva durante o casamento é sinal de boa sorte.



Na Holanda, um pinheiro é plantado perto da casa dos recém-casados. Esta árvore simboliza fertilidade e sorte.


Os australianos têm casamentos bem teatrais, com rituais quase orquestrados, seguindo disciplinadamente todas as pompas e atentando para cada detalhe. Os discursos são bastante comuns, onde algum convidado assume o papel de mestre de cerimônias e coordena os demais que falarão. Outra tradição é a noiva dar de presente a seu noivo uma bíblia, pois esta representa esperança e alegria.


Os coreanos têm uma tradição no mínimo curiosa. O noivo presenteia a mãe da noiva com um ganso selvagem, vivo ou em madeira. Esses animais são companheiros para a vida. Simbolizam uma promessa de que ele vai cuidar da filha dela por toda a vida.


O casamento na Rússia costuma durar dois dias. Os noivos precisam realizar diversas tarefas como mostra de dignidade da bênção de seus pais para a união.


Em Portugal, as noivas  passam seus sapatos entre os convidados para arrecadar dinheiro. Ao sair da igreja, os amigos e familiares jogam arroz, confetes e flores para o casal.


Na Alemanha e na Grécia,  é realizada uma cerimônia informal, dias antes do casamento, que reúne amigos e parentes, com fartura de comida e bebida, além de pratos e objetos de porcelana ou barro. Os convidados quebram esses pratos e objetos para trazer sorte aos noivos.



Na Bélgica as noivas bordam seu nome em um lenço para usar no dia do casamento.  Depois esse lenço é emoldurado até que a próxima noiva da família se case (irmã, filha, neta, etc), sendo então passado para a próxima noiva.



Na França,  a noiva arrecada dinheiro leiloando sua cinta-liga entre os convidados. O nome disso é “Le jeu de la jarretière” (o jogo da cinta-liga).


Ir para o topo